O triunfo da fidelidade – 2

“E seus irmãos foram apascentar o rebanho de seu pai, junto de Siquém” (Gênesis 37:12).

No capítulo 37 de Gênesis, vv. 12 a 18, encontramos a transição na vida de José.
Dotã ficava 32 km ao norte de Siquém. Era um lugar conhecido por ter boa pastagem, e por ter uma área por onde passavam muitas caravanas de comerciantes.
Os irmãos de José haviam dito que iriam a Siquém apascentar o rebanho de seu pai.
Mas, estavam em Dotã.
A verdade é que José era um filho fiel no meio de filhos infiéis.
É importante termos em mente, que o autor sagrado quer nos mostrar como o grande líder José, estava sendo moldado por Deus.
Um traço importante que podemos notar nesta passagem é a indiscutível fidelidade de José para com seu pai.
O ensinamento é claro: fidelidade é fundamental, mesmo nas pequenas coisas.
Seus irmãos decidiram lhe tirar a vida.
Mas, afinal se contentaram em vendê-lo como escravo.
Ele recebeu um tratamento repugnante.
Porém, as promessas que ele tinha da parte de Deus, fizeram com que ele nunca perdesse as esperanças.
Um dia, ele veria com os próprios olhos, o triunfo da fidelidade.
O que encontramos aqui é alguém disposto a viver dependendo de Deus.
Algumas vezes, nós também enfrentamos situações difíceis, enfrentamos maus tratos, dificuldades.
Algumas vezes recebemos como pagamento da nossa fidelidade, injustiça e traição.

Mas, mesmo assim, não devemos desistir de Deus. Deus sempre cumpre as Suas Promessas.